Imprensa

Especialista dá dicas de como não se endividar com as compras da Semana Santa
 
Magalhães afirma que, em média, o almoço da sexta-feira e do domingo ficará 25% mais caro este ano
 
Com a chegada do feriado da Semana Santa, muitas famílias se preparam para os gastos extras com os tradicionais produtos da ceia, além dos tão desejados ovos de Páscoa. O mestre em Controladoria e Finanças e professor dos cursos de Administração e Ciências Contábeis do Centro Universitário Estácio da Bahia, Alex Magalhães, dá dicas de como evitar dívidas com as compras deste feriadão.
 
O primeiro alerta feito pelo professor está relacionado ao uso do cartão de crédito. Para ele é importante não se empolgar na hora das compras ou com vantagens das compras parceladas. “Só vale a pena usar o cartão de crédito de forma parcelada para a compra de bens duráveis e não para bens de consumo como alimentos. Então procure sempre pesquisar preços e ofertas e efetue o pagamento à vista, a fim de conseguir um bom desconto”, afirma.
 
Sobre os ovos de Páscoa, Magalhães afirma que a previsão é que eles subam em torno de 10% em relação aos preços do ano passado. As justificativas para o aumento vão desde a inflação atingida no final de 2014 e a alta do dólar, que reflete na importação do cacau utilizado na fabricação dos chocolates, e também nos brindes contidos em alguns modelos de ovos, pois estes produtos são importados da China.
 
Mas não serão somente os ovos de Páscoa que terão seus preços elevados. O especialista diz que também estão previstos aumentos para os produtos da ceia. Em pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), os maiores aumentos até fevereiro foram dos seguintes produtos: batata (63,49%); cebola (30,44%); pescados frescos (16,76%); vinho (15,84%); e bombons e chocolates (9,32%). “Estes aumentos são justificados pela inflação elevada, a alta do dólar e até mesmo a queda na produção. Em média, o almoço da sexta-feira e do domingo ficará 25% mais caro”, afirma o professor.
 
Como estratégia para economizar na compra dos produtos da ceia, uma boa opção seria a compra antecipada e utilizar produtos similares ou nacionais.  No caso dos ovos de Páscoa, o especialista acredita que a compra antecipada não é uma boa opção quando o assunto é preço. “Comprar antecipadamente é uma opção como estratégia para pesquisar os preços. Normalmente nestas épocas festivas, os preços dos produtos tendem a cair quando a data comemorativa se aproxima, pois as empresas não querem ficar com os estoques elevados”, comenta Magalhães.
 
Para quem vai deixar para comprar na última hora, o professor alerta para as avarias que podem ser encontradas nos produtos que ficam mais tempo nas prateleiras. Sendo assim, é necessário ter um pouco de paciência para garimpar os produtos em bom estado.
 
 
Sobre a Estácio
A Estácio, uma das maiores e mais respeitadas organizações educacionais do Brasil completa, em 2015, 45 anos de atuação no segmento de ensino superior.
Fundada em 1970 no Rio de Janeiro, a Estácio está, hoje em dia, presente em 22 estados e no Distrito Federal, contando com 470 mil alunos matriculados e uma estrutura de  cinco mil colaboradores e nove mil professores.
 
Todos os cursos da Estácio são reconhecidos pelo MEC, nas modalidades presencial e a distância, de Graduação (Tradicional e Tecnológica) e Licenciatura, nas áreas de Ciências Exatas, Biológicas e Humana e, também, cursos de Pós-graduação lato sensu. Os cinco cursos de Mestrado e três de Doutorado (Direito, Odontologia e Educação) oferecidos pela instituição são avaliados com elevados conceitos de qualidade pelo MEC (CAPES). São, também, desenvolvidos e ofertados pela instituição cursos técnicos de preparação (PRONATEC), soluções de educação para empresas e cursos de extensão.
 
Cada vez mais comprometida com sua missão de “Educar para Transformar”, a Estácio mantém seus currículos totalmente alinhados com as necessidades do mercado de trabalho, e aposta na tecnologia e na inovação como diferenciais para aprimorar o aprendizado de seus alunos.  O modelo de ensino da Estácio é construído coletivamente por todo o corpo docente, respeitadas as regionalidades. Todos os alunos recebem material didático gratuito, impresso ou digital, em uma cadeia sustentável que garante o pagamento de direitos autorais e elimina a necessidade de cópias.
 
  Assessoria de Imprensa (BA)
Qualidade Ponto Com Marketing e Comunicação
Coordenação: Renato Barbosa
Atendimento: Indira Naiara
Contatos: (71) 3241-8711; 8113-3874; 8876-3503